Podem existir cerca de 300 milhões de planetas habitáveis na Via Láctea


Representação artística do telescópio Kepler - NASA Ames/ W Stenzel/Wikimedia Commons

Através do telescópio espacial Kepler, uma grande equipe de astrônomos estimou que pode haver até 300 milhões de planetas com potencial habitável em nossa galáxia, o estudo publicado no The Astronomical Journal.

Alguns destes planetas podem até estar bem próximos, com até 30 anos-luz da Terra. Os pesquisadores utilizam da Equação de Drake (equação utilizada para estimar o número de civilizações comunicáveis), segundo Jeff Coughlin, pesquisador de exoplanetas do Instituto SETI, essa é uma etapa bem importante pois estamos a um passo mais próximos do longo caminho para descobrir se estamos sozinhos no cosmos.

O que é esta equação?

A Equação de Drake é um argumento probabilístico que estima o número potencial de civilizações tecnologicamente avançadas na galáxia que poderiam ser detectadas e possivelmente entrar em contato. Para uma estimativa razoável, os pesquisadores procuram estrelas semelhantes ao Sol, com aproximadamente a mesma idade e a mesma temperatura, até porque a sua temperatura interferiria nas condições de suporte de água liquida (devido a distância de sua estrela que não o deixe nem muito quente e nem muito frio), também procurou se analisar exoplanetas com tamanho similar a Terra e, portanto, com maior probabilidade de serem planetas rochosos.

A interpretação da Equação de Drake para encontrarmos vida inteligente no Cosmos (N) é feita multiplicando as seguintes variáveis:

Vida inteligente no Cosmos (N); taxa de formação de estrelas para ter planetas habitáveis (R*); fração dessas estrelas com sistemas planetários (fp); número de planetas por sistema capazes de suportar vida (n e); planetas nos quais a vida realmente surgiu (fl); planetas nos quais a vida inteligente surgiu (fi); fração de civilizações que desenvolveram tecnologia de comunicação (fc); há quanto tempo os sinais estão sendo enviados (G).

Fonte: https://arxiv.org/abs/2010.14812

Artigo: The Occurrence of RockyHabitable Zone Planets Around Solar-Like Stars from Kepler Data.

Postar um comentário

0 Comentários