Descanse em Poder, Chadwick Boseman



"Ser jovem, talentoso e preto. Todos nós sabemos como é ouvir que não há lugar para você se destacar, ainda assim você é jovem, talentoso e preto. Sabemos como é ouvir que não há um filme para você participar, um palco para você se apresentar. Sabemos como é ser a calda e não a cabeça. Sabemos como é estar abaixo e não acima. E isso é o que nos acompanhou todos os dias no trabalho, porque nós sabíamos que tínhamos algo especial para dar ao mundo. Nós queríamos isso. Nós poderíamos ser seres humanos mais completos nos papéis que estávamos interpretando, nós poderíamos criar um mundo que exemplificasse o que queremos ver. É um prazer ser celebrado por vocês, ser amados por vocês. Então nós amamos vocês e celebramos."

Essas foram as palavras de Chadwick Boseman durante a cerimônia do Screen Actors Guild Awards de 2019, quando o elenco de Pantera Negra foi homenageado.

Após uma batalha de 4 anos contra um câncer no cólon, o ator de 42 anos faleceu ontem (28 de agosto), chocando o mundo por partir tão jovem e por ter trilhado uma carreira tão brilhante. Uma carreira tão cheia de inspiração para o mundo preto.


Eis alguns dos principais filmes estrelados por Chadwick Boseman, junto com frases marcantes do ator sobre sua carreira.

42 - A História de Uma Lenda (2013)

Neste filme biográfico incrível, Boseman interpreta o lendário Jackie Robinson, grande ídolo do Beisebol. Quebrando a regra do senso comum, Robinson enfrentou a tudo e a todos para realizar o sonho ideológico de se tornar o primeiro jogador preto da história do Beisebol.



Chadwick Boseman falando sobre uma série onde trabalhou no início da carreira, interpretando um bandido:

"Após filmar dois episódios da série, os executivos me chamaram para dizer o quão felizes estavam com minha performance. Então eu decidi fazer-lhes simples perguntas sobre a construção de meu personagem. Se estávamos assumindo que os personagens pretos da série eram todos criminosos e drogados, quer dizer que estávamos alimentando um estereótipo, não é mesmo?"

Após três episódios e o desabafo acima, ele foi demitido da série.


Get On Up - A História de James Brown (2014)

Em outro maravilhoso trabalho biográfico, Chadwick entrou na pele do famoso cantor de soul/funk James Brown para nos dar uma interpretação que ilustrava a luta de um homem preto que nasceu na pobreza e cresceu para entrar para história da música.



"Eu guardei esse segredo durante praticamente minha carreira inteira. Eu recebi uma carta de benefício universitário. Nela dizia que Denzel Washington havia pagado pelos meus estudos. Eu disse 'O que?!'"

Chadwick falando em entrevista no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon falando sobre como Denzel Washington acreditou nele e o apoiou, pagando por sua graduação. 


Marshall - Igualdade e Justiça (2017)

Thurgood Marshall foi o primeiro juiz afro-americano da história da Suprema Corte dos Estados Unidos. Este filme biográfico foca em um dos primeiros trabalhos de Marshall e Chadwick Boseman entrega uma interpretação profunda em mais uma história sobre quebra do status quo supremacista branco.



"Não há Pantera Negra sem Denzel Washington."

Chadwick Boseman, em homenagem a Denzel Washington.


Pantera Negra (2018)

Em um trabalho sem precedentes, Chadwick Boseman é a figura central de um filme que discute antirracismo, mas que vai além para prestar uma homenagem poética à gênese cultural tribal da África. É um trabalho de representatividade, no melhor sentido da palavra. Uma obra que traz à luz um tipo diferente de protagonismo preto, um que não estamos tão acostumados a ver. Pantera Negra é uma exaltação ao valor afro.



"Toda a minha geração se apoia nos ombros de Denzel Washington e de todos os outros pretos e pretas que vieram antes de nós. As batalhas diárias vencidas, os vários territórios desbravados. Os incontáveis sacrifícios feitos em nome da cultura nos sets de filmagem através de suas carreiras. As coisas que você se recusou a comprometer ao longo do caminho iluminaram o caminho que agora nós seguimos. Então agora aquele que regou, seja água. Aquele que deu, a ele seja dado. É uma honra aprender com você, me juntar a você nessa caminhada, nessa vida."

Este caminho vai continuar sendo trilhado, Chad. A luz que você deixou iluminou a longa estrada que vai seguir sendo bravamente percorrida por muitos que em você se espelham e sonham todos os dias com um mundo melhor.

Normalmente desejamos que uma pessoa querida que se vai "descanse em paz", contudo, mediante ao histórico de luta e resistência preta, a vida dos irmãos e irmãs afro não tem paz, tem luta, glória, muita tristeza e lágrimas. E no fim, poder, poder passado adiante nos corações dos pretos e pretas que permanecem na luta. 
Assim sendo, seguindo a tradição preta:

Descanse em Poder, Chadwick Boseman. 



Postar um comentário

0 Comentários