Mês da Música: Blues



Neste mês de julho tivemos uma série de matérias especiais sobre alguns gêneros musicais e hoje chegou a vez do Blues. Vamos falar um pouco mais sobre o que é o Blues, sua origem, principais artistas e claro, dar algumas sugestões de músicas para você ouvir. Mas antes de dar início a sua leitura, só para começar com o pé direito, sugiro que você dê aquele play na nossa 1ª sugestão:


Criado no século 19 nos Estados Unidos, o gênero musical denominado "Blues" conquistou o mundo. Ao contrário de outros gêneros que possuem um toque mais alto e uma nota cantada maior, o Blue é mais baixo. Esse estilo de música que se consagrou e inspirou muitos artistas possui origem africana, onde escravos de lugares como Georgia, Mississipi e Louisiana cantavam em plantações de algodão. Blues, do inglês, significa melancolia, e era considerado um canto de lamentação por essas pessoas. Nas palavras de Paul Oliver, historiador e escritor sobre o Blues:

“O blues é o lamento dos oprimidos, o grito de independência, a paixão dos lascivos, a raiva dos frustrados e a gargalhada do fatalista. É a agonia da indecisão, o desespero dos desempregados, a angústia dos destituídos e o humor seco do cínico”.

Era uma forma encontrada por eles de aliviar as longas jornadas de trabalho forçado, e até mesmo de ditar o ritmo daquele trabalho. Tanto a parte vocal como a instrumental utilizam notas em frequência baixa e falam de religião, amor, trabalho e até mesmo de protestos contra a escravidão e contra o racismo.

O som foi se espalhando e conquistando vários adeptos, e em cada região do país algumas alterações foram surgindo, o que acarretou em ramificações ou sub-gêneros. O que costuma mudar é o compasso. No chamado Blue Shuffle, por exemplo, são doze por oito a composição do compasso, onde a pessoa que estiver tocando precisa ter uma boa destreza com a mão para seguir no ritmo.

Temos também o Show Blues, que é mas lento e é por onde os iniciantes começam quando querem aprender a tocar blues. O Funky Blues, inspirado em cantores como James Brown, está bem próximo da soul music do que propriamente dito do blues e por fim temos o Country Blues, inspirado em acordes e frases do country.

É graças ao Blues que outros gêneros musicais surgiram posteriormente, tais como o Rock como o conhecemos, Rhythm and Blues e até mesmo o Jazz, além de ter influenciado a música clássica contemporânea.


O primeiro Blues de que se tem registro foi Menphis Blues, de W. C. Handy. Não se sabe ao certo a história, mas é dito que ele ouviu um homem com um violão tocar esse tipo de música enquanto estava em um vagão de trem, o que o teria inspirado. Outra importante contribuição foi da cantora Mamie Smith, que gravou o que seria conhecido como o primeiro registro fonográfico de um Blues, intitulado de Crazy Blues. Chegou a ser considerada A Rainha do Blues, tendo como sucessora Bessie Smith, a "Imperatriz do Blues"

As reuniões, para aqueles que curtiam um bom blues, ocorriam em casas chamadas de Jook Joints, onde seus frequentadores cantavam, tocavam e festejavam durante toda a noite  - nome que deu origem a famosa caixa de música jukebox.



Quando nos aventuramos pelo Blues, se faz necessário conhecer também outros dois sub-gêneros bem importantes: o Delta Blues, que se iniciou no Rio Mississippi e o Boogie Blues, que possui uma pegada mais rítmica. Os instrumentos mais usados no Delta são a guitarra e a harmônica, e suas músicas e estilos vocais englobam tanto as mais calmas como as mais entusiasmáticas e ferozes. Alguns artistas de destaque são CeDell Davis, Willie Brown, Ishman Bracey, Bob Cobb, entre outros.

Boogie-woogie é bem conhecida pelo piano, onde algumas banas possuíam também violões e algumas inclusive até mesmo guitarra própria. Como artistas mais conhecidos, podemos citar Albert Ammons, Little Rchard, Pete Johnson e Memphis Slim

Entre os artistas mais relevantes do blues em geral, podemos citar o B.B.King, Johnny Shines, John Hurt, Buddy Guy Sonny Boy Williamson, Robert Johnson, Johnny Winter. Aliás, Winter é conhecido no blues por suas várias habilidades e contribuições na guitarra, mesmo sendo texano e albino. Howlin' Wolf, Muddy Waters, Elmore James, Helen Humes foram vozes que também ficaram marcadas na história desse gênero musical.



Existem várias lendas envolvendo o Blues. Robert Johson, um dos nomes mais consagrados no Blues e citado acima, é conhecido por estar envolto de mistérios que intrigam alguns fãs. Diz a lenda que ele foi até uma encruzilhada, invocou um demônio e fez o pedido para se tornar o melhor músico de Blues que poderia existir. Em troca teria "vendido a alma" por esse sucesso, o que até inspirou um episódio na série Supernatural, Crossroad Blues, 2ª temporada episódio 8. Suas habilidades no violão são admiradas até os dias atuais, e muitos se inspiram em seus hits para compor ou tocar músicas.

No Brasil, algumas bandas de rock foram influenciadas pelo Blues, tais como Velhas Virgens, Barão Vermelho e até mesmo Legião Urbana. Alguns músicas e bandas de blues brasileiros que podemos destacar são Celso Blues Boy, Nuno Mindelis, Blues Etílicos, Fernando Noronha, Igor Prado, Alex Rossi, entre outros.

Existem alguns festivais anuais no país, como o Mississipi Delta Blues Festival, no Rio Grande do Sul e que ocorrerão nos dias 19, 20 e 21 de novembro de 2020. Temos também o Festival Jazz & Blues, em Guaramiranga no Ceará, o MS Blues Festival no Campo Grosso, em Mato Grosso do Sul, etc.

E você, já conhecia o Blues e toda essa história? Curtiu as músicas indicadas? E não deixe de conferir uma outra playlist abaixo, que fica como recomendação e de assistir ao episódio de Supernatural, Crossroad Blues, que é recheado de boa música. Até mais!


Postar um comentário

9 Comentários

  1. Que post fantástico, confesso que apesar de gostar muito de blues não conhecia toda sua história tão detalhadamente e adorei saber mais! Vou conferir todos o vídeos e tb o episódio de Supernatural, adorei a dica!

    ResponderExcluir
  2. Barão Vermelho e Legião Urbana duas bandas sensacionais que marcou muitas histórias por ai.
    Sucesso tremendo!

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Eu confesso que não conheço muito blues, mas existem alguns que se tornaram clássico

    ResponderExcluir
  4. Apesar de escutar muito poucas melodias desse ritmo,tenho amigos que curtem e entendem bem do assunto.O post no entanto,está maravilhoso e repleto de informações que eu desconhecia,adorei.

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Não conhecia toda essa história do Blues, mas já amei saber mais sobre esse gênero musical. Apesar de não ouvir o gênero com tanta frequência, é um estilo de música que gosto bastante e que muitas vezes me acalma. Adorei o post, você arrasou!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Ah, que ideia mais incrível. Tem coisa mais gostosa do que ouvir música? Ainda mais aquelas que nos marcaram tanto? Lembro de ouvir música desde sempre. Com meus pais aprendi gostar de músicas clássicas/antigas e ter um gosto bem diferente dos meus amigos. Tinha uns 10 anos já ouvia The Beatles, Bárbara Straisand e alguns rocks dos anos 80 (meus favoritos). Quanto ao Blues não tinha ideia qual era o significado e achei incrível a coletânea de informações que você trouxe. A partir de agora vou ouvir de um jeito diferente. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Nao conhecia a historia do Blues. Eu gosto de posts assim. Tao bom conhecermos um pouco mais sobre cada estilo de musica

    ResponderExcluir
  8. Esse ritmo é um tanto desconhecido para mim , gostei e vou incluir algumas músicas em minha playlist .

    ResponderExcluir
  9. Blues é tudo de bom! Gostei de saber mais da história por aqui! Nào sabia!

    ResponderExcluir
Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)