Universo compartilhado das animações da DC - Revista Jovem Geek

GeekNews

Revista Jovem Geek

O lado NERD da força.

domingo, 31 de maio de 2020

Universo compartilhado das animações da DC


A Marvel conseguiu revolucionar a forma de como fazer sagas no cinema, conectando diversos filmes independentes e criando histórias interligadas, filmes que coexistiam em um universo. Algo que deu muito certo fazendo outras empresas aderirem a nova fórmula. A DC, por sua vez, não teve um universo compartilhado tão bem sucedido quanto sua principal concorrente, muito se deve aos problemas entre a Warner Bros., detentora dos direitos da DC Comics, com os diretores e produtores, criando assim uma série de problemas que acabaram impactando nos filmes e, consequentemente, nas bilheterias.

Por outro lado, quando se trata de adaptação animada, a DC vai muito bem. Desde as séries antigas com o Batman: a Série animada, Liga da Justiça e Liga da Justiça Sem Limites, até filmes animados, como Batman: Piada Mortal, a DC/Warner sempre conseguiu trazer um ótimo conteúdo para os fãs e, com isso, construiu seu universo compartilhado das  animações. 

Ao contrário da decepcionante falta de organização e planejamento no Universo Estendido da DC Comics, nas animações tudo funciona perfeitamente bem, desde as histórias adaptadas, até a dublagem dos personagens. Em resumo, o Universo Compartilhado das animações da DC é tudo o que os fãs queriam ver nos cinemas, mas infelizmente não aconteceu. Nesta matéria, irei listar todos os filmes em ordem cronológica para você que quer conferir essas produções, mas está completamente perdido. Alguns resumos poderão conter alguns pequenos spoilers, mas nada que prejudique a sua experiência ao assistir os filmes.

Liga da Justiça: Flashpoint (2013)






O primeiro filme da lista é perfeitamente colocado como o primeiro da cronologia. Em Liga da Justiça: Ponto de Ignição (Flashpoint) acompanhamos a história do Flash, que decide voltar no tempo para salvar sua mãe e acaba alterando todos os eventos passado. Nesta realidade, Superman  não caiu no Kansas, o incidente dos pais do Batman aconteceu de forma diferente, onde quem é o Batman é o próprio pai do Bruce Wayne, as Amazonas e os Atlantis estão em guerra e onde o próprio Barry Allen não é o Flash. O filme gira em torno do Herói tentando recuperar seus poderes para então desfazer a "besteira" que ele causou ao voltar no tempo. O filme é uma adaptação da HQ de mesmo nome e funciona como um reboot para criar um universo novo, fato que é explorado no nosso próximo filme da lista. 

Liga da Justiça: Guerra  (2014)



Neste segundo filme da lista, a liga ainda não existe e os personagens ainda não se conhecem muito bem, apenas o Barry e o Hall, que já são amigos há um tempo. Em Liga da Justiça: Guerra, vemos uma Liga da Justiça que se reúne pela primeira vez  e precisam lidar com suas diferenças para deter a invasão do exército de Darkside, o filme abre espaço para  contar a origem do Ciborgue de forma rápida,  mas que ainda assim consegue acompanhar o desenrolar da história, além de contar com Lanterna Verde, Mulher Maravilha e Shazam bem no início de suas atividades como herói. 

O Filho do Batman (2014)



Somos apresentados ao Damian Wayne, filho do Bruce Wayne com a Talia, filha de Ra's al Ghul, líder  da Liga dos Assassinos, liga esta que é invadida pelo Exterminador com o objetivo de assumir o comando. Após o ataque, a filha do líder  se vê sem opções e apresenta  ao Batman seu filho, um garoto com uma personalidade complicada e que faz você sentir uma certa raiva do Batman por não ter o preparo suficiente de usar preservativos. Dick Grayson já atua como Asa Noturna, dando espaço para o novo Robin trabalhar junto com seu pai. 

Liga da Justiça: O Trono de Atlântida (2015)



Se na primeira reunião dos heróis nessa cronologia ele ficou completamente ausente, aqui ele é destaque, em Liga da Justiça: Trono de Atlântida somos apresentados ao Arthur Cury, que ainda não conhece seus poderes e descobre que seu  destino é ser rei de uma das civilizações mais avançadas  que existe. Os "Super Setes" se reúnem novamente para ajudar Aquaman a deter seu meio irmão, mestre dos oceanos e restabelecer a paz entre o povo da superfície e os Atlantis.  Mesmo que tenham lutado juntos para deter Darkside, os heróis seguiram seus caminhos, mas, após se reunirem novamente, eles decidem formar uma equipe para trabalhar juntos sempre que o mundo precisar. 

Batman vs Robin (2015)


O segundo filme solo do Batman é tentar adaptar dois arcos dos quadrinhos, o aclamado arco Corte das Corujas, o que já é motivo suficiente para assistir essa animação, e adaptar também o arco Nascido para Matar. Batman vs Robin segue como uma continuação direta de O filho do Batman, onde acompanhamos Bruce treinando seu filho para o novo Robin, mas Damian acaba não concordando com os métodos de seu pai, gerando conflito entre os dois, Batman além de ter que deter a Corte das Corujas, precisa lidar com seu filho. É aqui que a gente acaba começando a gostar do Damian, pois conseguimos ver o laço se fortalecendo entre ele e seu pai.

Batman: Sangue Ruim (2016)


É… mais um filme do Batman. Próxima animação da nossa lista é uma muito importante, pois mostra a Bat-Família agindo juntos pela primeira vez nesse universo, o filme introduz a Batwoman e o Batwing, além de colocar Dick Grayson no traje do homem morcego após o herói ser dado como morto, e, diga-se de passagem, Dick com uniforme clássico do Batman e Damian como Robin é um dos momentos mais fortes da animação, que tenta adaptar diversos arcos, como Batman: Descanse Em Paz, Batalha pelo Capuz, Batman: Luva Negra e Batman Corporação. E, apesar det tantos arcos adaptados, a história funciona  muito bem.   

Liga da Justiça vs Jovens Titãs (2016)




A partir daqui, a DC começa a diversificar seus filmes e nos  traz o primeiro filme dos Jovens Titãs. Damien Wayne precisa aprender a trabalhar em equipe e por que não colocá-lo numa equipe com jovens de sua idade? Liga da Justiça vs Jovens Titãs apresenta o grupo jovem de heróis da DC, o novo Robin se junta a Estelar, que lidera a equipe após a saída de Dick, Mutano e Besouro Azul para ajudar Ravena a deter seu pai, Trigon, que está fora de controle e possui alguns membros da Liga.

Liga da Justiça Sombria (2017)


Talvez uma das melhores animações dessa lista (na humilde opinião do colunista) Liga da Justiça Dark traz a primeira aparição de John Constantine neste universo. O filme explora bastante relação de Constantine com a Zatana, além do demônio Etrigan ter uma participação bem impotente. Batman também aparece com certa frequência, algo que na época foi bastante criticado pelos fãs, mas a DC soube colocar o personagem em seu devido lugar e o herói não roubou a cena, exceto em algumas cenas cômicas, sim, Batman acaba sendo um alívio cômico do filme, algo que funciona muito bem.

Jovens Titãs: O Contrato de Judas (2017)



O segundo filme dos jovens heróis adapta uma das melhores histórias da DC, em Jovens Titãs: O Contrato de Judas, vemos que a equipe ganhou uma nova integrante chamada Terra, e a história gira em torno dessa  poderosa personagem.

Esquadrão Suicida: Acerto de Contas (2018)



É hora dos vilões brilharem! No décimo filme dessa cronologia, o foco é no Esquadrão Suicida, uma das animações mais sangrentas e cheias de ação. A história muitos já  conhecem, Amanda Woller recruta alguns vilões para uma força tarefa com a missão de recuperar um item mágico, o esquadrão que introduz o Pistoleiro, Arlequina, Nevasca e entre outros, precisa lidar com outros vilões que também estão a procura desse item. Um dos grandes fatos dessa animação é a ligação com Flashpoint, algo que funcionou muito bem. 

A Morte do Superman (2018)


Temos no primeiro filme solo do Homem de Aço uma adaptação clássica de mesmo nome que é muito querida pelos fãs. É irônico que o primeiro filme do Superman nessa cronologia seja justamente sobre sua morte. Nesta animação, acompanhamos o início do relacionamento entre Clark e Lois, e a Liga da Justiça sendo massacrada pelo Doomsday, algo que não acontece nas HQs, e o sacrifício do Superman para salvar o mundo. 

Reinado dos Superman (2019)


Em um mundo sem o Superman, vários  outros Superman "fakes" começam a surgir para salvar a Terra, mas um deles não parece bem o que mostra ser. A animação apresenta o Superboy e o retorno de Darksaid que está por trás de todos os acontecimentos da morte do nosso herói. Aqui acontece o gancho que irá resultar na guerra de Apokolips.

Constantine: Cidade dos Demônios (2018)


Mesmo que tenha lançado antes do filme listado acima, os eventos do nosso próximo filme da lista acontecem depois e, como estamos listando em ordem cronológica, Constantine: Cidade dos Demônios é o nosso décimo segundo filme da lista. A animação que tem total foco em Constantine, originalmente faria parte do seriado do personagem, mas por algum motivo a Warner mudou seus planos. Sendo a sequência de Liga da Justiça Sombria, o filme gira em torno  de Jonh, que aceita ajudar a filha de um velho amigo. É um filme com bastante magia e demônios, algo que se espera de Constantine. 

Batman: Silêncio (2019)



Voltamos para mais um filme do Batman, onde é adaptado um dos arcos mais importantes do Cavaleiro das Trevas, porém  com algumas modificações para o melhor desenvolvimento da história. Acompanhamos o amadurecimento da relação da Bat-Família  e com Mulher-Gato, além da primeira aparição do Coringa neste universo. 

Mulher Maravilha: Linhagem de Sangue (2019)


Finalmente temos um filme solo da Mulher Maravilha! Chegamos ao penúltimo filme dessa cronologia e estava faltando um filme solo da nossa princesa de Themyscira. O filme que tem total foco Amazona e nos mostra um pouco da origem até  os dias atuais. Steve Trevor também possui uma grande participação.  Uma das grandes coisas boas é que a vilã é a Medusa! Sempre que rola mitologia grega nas histórias da Mulher Maravilha, pode esperar que a história vai ser boa!

Liga da Justiça Sombria: A Guerra de Apokolips (2020)


Chegamos ao final dessa grande saga. O filme tem o objetivo de encerrar esse universo para que um novo se inicie e, por isso, várias coisas inesperadas acontecem.  Em Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips, vemos a invasão final de Darkseid. Será que os heróis conseguirão vencer essa batalha? 


Gostou desse conteúdo?
Assine nossa Revista GRATUITAMENTE e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo Nerd! Clique AQUI para assinar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário