Triângulo amoroso: Thanos, Deadpool e Morte!



O protagonismo de Deadpool, em vários romances ao longo dos quadrinhos, já foi visto por todos, assim como seu maior interesse passional: a Mímica (Vanessa). Entretanto, nem todos sabem o fato dele se encontrar no centro do triângulo amoroso mais triste, frustrante e louco dos quadrinhos!
Para entender como esses personagens colidiram na mesma história, vamos primeiramente lembrar que a Morte esteve presente na vida do Titã Louco e Destruidor de Mundos antes mesmo dele receber essas identificações.

Thanos é um dos filhos de Mentor (A’Lars) e vem de uma raça antiga de humanos geneticamente modificados por Celestiais (raça extraterrestre misteriosa).
Apesar de todos de sua espécie se parecerem com humanos, ele nasceu com a Síndrome Deviante, condição rara que faz com que seu aspecto físico seja parecido com os da raça Deviante, os quais, embora fossem primos dos Eternos, eram inimigos deles.

Sua aparência grotesca e pele com coloração cinzenta fizeram com que sua mãe tentasse matá-lo após o nascimento.

No início de seus anos na escola, seu comportamento era pacífico, mas em consequência de toda discriminação que sofria tanto por seus familiares e pelo restante da sociedade, tornou-se vingativo e sombrio. Aí você se pergunta: "Onde a Morte se encaixa nessa trama ?".

A Morte, representação física da devastação, destruição e ruína, estava presente em todos esses momentos na vida dele, apoiando-o e o incentivando a liberar o ódio que o consumia dia após dia.
Ele apaixonou-se pela Morte, a qual, enquanto habitava em Titã, viu potencial nele para ser seu Avatar e passou a assumir a forma de uma garota que frequentava a escola do vilão, tornando-se sua amiga. O Destruidor de Mundos lhe deu muitas vidas, acreditando que um dia viveria um romance de acordo com o esperado.

No entanto, durante uma de suas sessões de tortura, Deadpool viu a Morte pela primeira vez! Ela pairava sobre ele, esperando seu último suspiro e, quanto mais tempo ele passava no limbo entre o mundo dos vivos e o dos mortos, mais se apaixonava por ela. Por ironia do destino, os sentimentos eram recíprocos e, apesar de toda dor, os encontros valiam a pena. Pensando em dar continuidade ao romance, ele tentou fazer com que Ajax o matasse a fim passar de vez pro lado da Morte, mas este libertou sua frustração em Worm, lobotomizando o parceiro de Pool.

Vale lembrar que Thanos, muito antes de Wade Wilson existir, já cortejava a Morte.
Em uma das tentativas de impressionar a dama que já o havia rejeitado em sua primeira derrota, o filho de A'Lars (fazendo jus à sua fama de "Titã Louco") planejou presenteá-la com um genocídio estelar usando a manopla do infinito. Contudo, ele foi derrotado mais uma vez por quase todos os heróis do Universo Marvel na "Saga do Infinito".

O vilão, sabendo do interesse de Wade Wilson em sua amada, traçou um plano de amante frustrado com a ajuda do feiticeiro T-Ray, utilizou um artefato cósmico para amaldiçoa-lo à vida eterna e, como resultado, Deadpool não poderia mais morrer para se juntar à amada. Mais tarde, a Morte admitiu ter sentimentos por Thanos e a relação acabou gerando um bebê (Podridão). Todavia, por não conseguirem controlar sua vilania, acabaram dissolvendo o próprio filho.

Essa é parte da história de um Titã Louco, um Mercenário Tagarela e a Senhora Morte, o triângulo amoroso mais inusitado dos quadrinhos!

Postar um comentário

0 Comentários