Up!Abc com força total! - Revista Jovem Geek

GeekNews

Revista Jovem Geek

O lado NERD da força.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Up!Abc com força total!

E aí Geeks, tudo em cima?

Esse final de semana estivemos no Up!Abc. O evento é um dos mais antigos em festivais de cultura pop japonesa e também um dos maiores do Brasil. São dois dias onde você encontra desfiles de cosplays, shows, convidados especiais, palestras, espaços temáticos entre outros.

Como já havia algum tempo que não visitávamos o Up!, não tínhamos ainda presenciado o novo espaço em Santo André. A antiga faculdade era até charmosinha, mas esse local é muito melhor, muito mais espaçoso, o que favorece quem visita e quem expõe.


De início, encontramos o espaço reservado para os lojistas. Vários stands expondo seus produtos numa das áreas principais do local, uma ótima jogada para atrair os visitantes, onde logo em frente tinha um enorme espaço aberto que levava as pessoas para alguns palcos do evento.

De um lado da belíssima praça e chafariz, encontramos o Palco Interativo, onde aconteciam brincadeiras com o público, concursos, gincanas e premiações. Um dos quadros foi o Chapéu Seletor Show, comandado por ninguém menos que Alvo Dumbledor e Minerva McGonagall, integrantes do grupo Magic Potter. O público respondia perguntas para descobrir a qual casa de Hogwarts você pertenceria e ainda ganhava brindes!

Do outro lado, encontramos o Palco Musical, local em que passaram diversas bandas durante os dois dias de festival. Esse espaço era maior e abrigou um grande público, interessados em relaxar um pouco, curtir a vista do evento, descansar e tirar algumas fotos enquanto apreciavam releituras de aberturas, encerramentos e soundtracks de animês, tokusatsu, filmes e séries. Ambos os palcos eram bem afastados um do outro, assim não interferiam ou atrapalhavam suas atividades.

Chest Of Wonders, Up!Abc - 2019.
Foto: @vitor.d_ferreira
Não apenas de céu aberto viveu o evento! Dentro do prédio, visitamos os dois Maid Café que estavam ali - como eu nunca tinha ido a nenhum, resolvi logo visitar os dois! Um Maid Café, para quem não sabe, é uma cafeteria de cosplays no Japão, cujos funcionários usam uniformes de empregada ou mordomos e tratam seus clientes como "mestres". Algumas adaptações aparecem no decorrer do tempo: os funcionários fazem uso de apetrechos fofos para tornar suas apresentações bem kawaii. O atendimento de um Maid Café é um entretenimento à parte, você pode decidir customizá-lo escolhendo uma personalidade clássica de animes japoneses, ou optar pelo tradicional!

Tanto no Chest of Wonders quanto no Sugar Club, as maids e os butlers estavam lindos e super atenciosos, sem falar nos espaços bem decorados. Tudo foi pensado para que os "mestres" se sentissem em um verdadeiro maid café e ficassem confortáveis, enquanto eram servidos.

Sugar Club, Up!Abc - 2019.
Foto: @vitor.d_ferreira
A Limonada Especial do Chest of Wonders estava ótima, desde seu gosto suave de limão até a montagem "bruxesca", deixando a bebida mais escura que sua versão normal e contanto com um pirulito de olho que brilhava no fundo do copo. Foi uma delícia que pedia mais!

Já para a Soda Italiana do Sugar Club escolhi um sabor inusitado para bebida: rosas. E ela fez jus. Me deparei com um suco suave e rosinha, tão lindo quanto gostoso, que combinou perfeitamente com o ambiente da sala. Ambas as bebidas me renderam ótimas fotos! Os cafés possuem cardápios diferentes, mas tão saborosos que é impossível escolher; o negócio é saborear um pouco de cada!

Outras salas que também deixaram sua marca tinham mesas de RPG, Lolita, anos 90, kimonos, furrys, doramas, exposição de coleções e vídeo games antigos.

Uma das partes mais importantes, no entanto, estava localizada do lado de fora da faculdade. O Corredor dos Artistas era uma área do festival destinado a artistas independentes, como escritores, ilustradores, quadrinistas e artesãos, onde eles eram livres para expor, divulgar e vender seu trabalho.

Lucas, @two_kas
Up!Abc - 2019. Foto: @vitor.d_ferreira
Entre tantos, conversamos primeiramente com o ilustrador Lucas Rodrigues, mais conhecido como "Twokas", que estava divulgando seu trabalho focado em personagens masculinos. "Inicialmente eu to fazendo mais fanarts, to correndo atrás de fazer um artbook baseado em boybands, tento diversificar o máximo possível dentro desses personagens masculinos, para as pessoas acharem mais atrativo", ele conta. Essa é a primeira vez aqui de Twokas no Up!Abc, e a feira tem sido bem proveitosa para ele de diversas maneiras. "A gente sempre recebe aquele elogio da mãe né 'nossa ta muito bonito!', mas mãe a gente não confia muito. E aqui o pessoal ta passando e elogiando muito!" ele diz, em meio a risadas.

Quando questionado sobre a recepção de suas artes no evento, Twokas responde sem pensar muito: "O publico fujoshi é grande, e o pessoal pára aqui por conta principalmente do personagem do Ban [anime Nanatsu no Taizai], que ele tá sem camisa, e as pessoas acabam vendo os outros também." O desenhista ainda conta que, caso a pessoa não se agradar com suas fanarts, ele tem outros estilos de desenho que são igualmente lindos e bem feitos. Tem desenho para todos os gostos!

Tiago P. Zanetic e Jun Sugiyama.
Up!Abc - 2019. Foto: @vitor.d_ferreira
Outra mesa que visitamos foi a de Thiago e Jun Sugiyama, amigos e escritores que tem diversos livros publicados, principalmente pela editora Draco.

"A parte aqui dos artistas, eles sempre mudam de lugar. Agora acho que eles colocaram a gente no melhor lugar, aqui tem mais fluxo, circulação", começa Thiago, roteirista a cinco anos que sempre que pode, vêm expor seu trabalho no Up!. Conferindo os livros, perguntei como é a recepção das pessoas com o seu trabalho: "O público é bastante aberto a conhecer coisas novas. [...] Como a minha estética não é oriental, eu achava que teria mais resistência, mas o pessoal gosta bastante, sempre tenho bastante vendas aqui."

Seu colega de traços orientais, Jun Sugiyama, é roteirista e quadrinista. Entre suas publicações presentes no evento, ele conta com o quadrinho Romaria, vencedor do prêmio bronze no Internacional Mangá World, em 2019.

"A primeira vez que eu vim, a gente tava num lugar mais afastado. Esse ano, esse lugar é muito melhor, então eu 'to vendo que eles estão prestando atenção no que a gente 'tá falando", ele conta. E quando questionado sobre o público, ele se anima um pouco mais e prossegue: "Tem gente que já viu a gente em outros eventos e vem conversar, saber se tem coisa nova ou só pra elogiar mesmo."

Não podíamos deixar de passar na mesa compartilhada de Bia Bugno e Ine, duas lindas moças que já eram fã do evento antes mesmo de virem como artistas.

Ine, @bloodycherrystore1. Bia Bugno, @ilustrebia
Up!Abc - 2019. Foto: @vitor.d_ferreira
"Quando eu vim em 2009, eu vim pra curtir o evento" conta Bia, ilustradora com foco em traços infantis, que já conhece o Up! das antigas. Ela faz ilustrações para livros, adesivos, decoração de festa infantil e aceita encomenda de ilustrações, desde que seja dentro do seu perfil. "Essa é a primeira vez que abro mesa, mas acho que pela data, que é começo de final de mês, não tá vendendo muito." Ela apoia o rosto numa das mãos, cotovelo em cima da mesa, olhando para os lados, sempre atenta ao movimento das pessoas pelo hall, com o cabelo loiro preso debaixo da boina. "Eu vendi quase tudo, mas o pessoal ta reclamando que tá bem fraco. Mas aqui o local é perfeito, é fácil chegar de trem, de ônibus, carro, de qualquer lugar é fácil."

Sua amiga de mesa, Ine, trabalha com artesanatos, onde faz um trabalho bem diversificado: desde brincos até chaveiro, orelhas de gato, lembrancinhas de festas, mas principalmente acessórios geek e lolita. "Eu abro mesa em evento faz um ano e meio, já vim no Up! esse ano, mas trabalhar com artesanato mesmo, mexer com lembrancinha, modelagem, eu mexo desde que eu tinha sete anos de idade", ela conta, enquanto mexe um pouco as mãos, mostrando o material à sua frente. "O Up! foi o primeiro evento que eu vim na vida, eu tinha 13 anos quando vim a primeira vez e agora com 26, eu venho para abrir mesa."

Deixamos o hall extasiados, diante de tanto trabalho lindo. Fomos curtir e tirar fotos de uma atração à parte de qualquer evento geek: os cosplayers. Com tanto trabalho lindo, tivemos que conversar com alguém para conhecer melhor sobre sua história e motivações, e nos deparamos com um simpático casal fazendo cosplay em conjunto de "Archer" e "Rin", personagens do anime e mangá Fate Stay Night.
Henrique e Aline. @rick_vitorino
Up!Abc - 2019. Foto: @vitor.d_ferreira

Aline tem 19 anos e veio pela primeira vez no UpAbc em 2017, vestida de Hinata  - do anime Naruto -  para curtir o evento com os amigos e acabou gostando da brincadeira. É a primeira vez que faz um cosplay em dupla, mas já adianta que eles pretendem fazer outros. "Eu gostei bastante dessa edição, tem salas variadas, bastante cosplays. E o pessoal gosta bastante, pede pra tirar foto, são todos bem respeitosos e simpáticos. É meu evento favorito" ela conta, um pouco tímida mas, ainda assim, bem animada e com um sorriso envolvente. Enquanto isso, Henrique é um rapaz de 22 anos que frequenta o evento à, pelo menos, cinco anos. "Vim a primeira vez em 2014, ainda não fazia cosplay mas acabei me interessando, fiquei apaixonado, foi amor a primeira vista. Entrei nesse mundo, não foi fácil mas to aqui até hoje" ele nos mostra, sempre sorrindo abertamente.

Rick - como é conhecido nas redes sociais - nos conta mais: "Esse evento tá sendo muito bom, encontrei muitos amigos das antigas e isso era algo que eu tava sentindo falta." Mas não é apenas por isso que essa edição está sendo mais que especial para ele. Ainda durante a entrevista, ele diz porque decidiram estrear esse cosplay agora: "Amanhã fazemos 3 meses de namoro, isso é bem legal, é a primeira vez que faço dupla com alguém tão próximo, sempre faço com amigos, mas com namorada é a primeira vez."

Henrique e Aline. @rick_vitorino
Up!Abc - 2019. Foto: @vitor.d_ferreira
Ademais, Aline conta um pouco do porque de ter escolhido essa personagem para representar: "A Rin é uma personagem que consegue ser fofa mas bem estressada ao mesmo tempo, e eu me identifico muito com isso" o casal riu, em grande cumplicidade. "Ela é muito determinada, corre atrás do que quer, e ela nunca desiste, ela vai até o final". Também Rick argumenta os motivos que o levaram a gostar e fazer cosplay de Archer, uma personagem com uma história bem bonita e complexa, principalmente em Fate Stay Night: Unlimited Blade Works: "Meu personagem é introvertido, um pouco teimoso e acaba quebrando a cara lá na frente, isso reflete muito ações minhas, acabei me identificando bastante com ele. E quem me conhece sabe que a maioria dos meus personagens, eu faço porque me identifico muito. "

Encerramos assistindo a uma divertidíssima palestra do ilustre Felipe Grinnan, ator, locutor e dublador conhecido por diversos trabalhos no meio geek, principalmente como Thanatos de Cavaleiros do Zodíaco e Whis de Dragon Ball. Sempre esbanjando simpatia, ele respondeu a perguntas da platéia e contou um pouco sobre sua jornada adentrando o universo da dublagem e não dispensou uma sessão de fotos com os fãs para encerrar o último dia de evento.

A segunda edição de 2019 foi maravilhosa. O universo pop continua a agitar o público, e tem força o bastante para ser base de uma das maiores feiras que reúne fãs de toda São Paulo. O Up!Abc continua reunindo fãs com o único objetivo de se divertir com força total e promete continuar com esse gás!


#upabc #upabcfest #sp #evento #brasil #up!abcfest #SãoPaulo #geek #nerd #otaku #cosplay #up!abc #santoandre

2 comentários: