Animações brasileiras que você precisa assistir - Revista Jovem Geek

GeekNews

Revista Jovem Geek

O lado NERD da força.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Animações brasileiras que você precisa assistir

Sabemos bem o quanto as animações são uma parte importante do cinema atualmente. Tanto que até existe uma categoria do Oscar que é especialmente para este tipo de filme. A categoria foi criada em 2002, onde o ganhador foi Shrek. Porém, antes, algumas animações ganharam prêmios especiais, como Branca de Neve e os Sete Anões e as sete miniaturas da estatueta.

Inclusive, algumas animações internacionais já foram indicadas para o prêmio, porém a única que levou mesmo foi Sprited Away, ou como conhecemos: A Viagem de Chihiro do consagrado diretor Hayao Miyasaki.

No ano de 2016, a animação brasileira O Menino e o Mundo foi indicada, contudo acabou não levando o prêmio foi a filme da Pixar: Divertidamente (Inside Out). Esta foi a primeira e única indicação do nosso país dentro da categoria.

Mas, quando a gente pensa em animação brasileira, que nome nos vem na cabeça? Turma da Mônica talvez? Sim! Mas, pode não parecer, mas existem muitas animações brasileiras e que são muito boas. Sejam elas filmes, ou séries. Algumas são as infantis, com o Peixonauta e o Show da Luna. Só que não é sobre elas que falaremos hoje e sim de animações para todas as idades.

Alias, uma curiosidade. Sabiam que o primeiro filme de animação 3D começou a ser produzido aqui no Brasil? Agora, vocês devem estar assim: Ué, mas e Toy Story? Bem, a animação Cassiopeia, apesar de não ser a coisa mais linda do mundo - a julgar pela época também - começou a ser produzida em 1992, porém só foi lançada em 1996, pois houve muito atraso durante o projeto. Existe uma briga entre a animação da Pixar e o a da NDR Filmes pelo título de primeira animação totalmente em 3D do mundo. Mas, posso falar com mais detalhes sobre isso em outro artigo.

Só que isso não quer dizer que não existe produção brasileira de animação. Eu vou indicar algumas aqui para vocês conhecerem.

A primeira é o filme Uma História de Amor e Fúria, que tem uma proposta muito diferente do que já se viu dentro do cinema nacional. É um filme adulto e de ficção científica, do diretor Luiz Blognesi, que conta a história do Brasil através dos séculos. Desde o descobrimento até o universo fictício em 2096. Neste filme, o protagonista é um guerreiro imortal (um espíritos de luta), que sempre ajuda os mais fracos. Ele também sempre reencontra o seu grande amor: Janaína. É um filme excelente e que tem uma história que se passa no nosso país, dentro dos períodos importantes: descobrimento, época da escravidão e durante a ditadura. As vozes dos protagonistas são dos atores já consagrados: Selton Mello e Camila Pitanga.

Indo para o âmbito das séries.

Começando por esse, talvez não tão desconhecido assim: Irmão do Jorel.

A obra criada por Juliano Enrico conta a história de um menino que apenas é conhecido como Irmão do Jorel, tudo porque seu irmão, Jorel, é muito popular dentro do seu círculo social. É um desenho repleto de nostalgia para quem viveu sua infância nas décadas de 80 ou 90. Lembrando de brinquedos, de desenhos e séries que assistíamos, é um convite a relembrar esta época.

Todos os personagens são carismáticos e alguns episódios inclusive apresentam algumas críticas a própria história do Brasil. Por exemplo, mostrar policiais como palhaços. Aliás, esse desenho não perdoa ninguém, ele critica todo mundo, mas de uma forma maravilhosa.

A série está já na sua 3º temporada e é exibida na grade do Cartoon Network e disponível agora na Netflix.

Também indico Historietas Assombradas (Para crianças malcriadas), produzido pela Glaz Entretenimento e foi criada e dirigida por Victor-Hugo Borges.

Conta a história de Pepe, um menino de 11 anos criado por sua avó, que é uma vendedora de artigos e poções mágicas pela internet. Por conta disso, o menino acaba enfrentando monstros, espíritos e toda espécie de criatura sobrenatural. Tudo isso junto com seus companheiros: seu cãozinho Ramirez, a meiga Marylou, os gêmeos siameses Guto & Gastóns e o fortão Roberto.

O desenho tem fortes influências nas obras de Tim Burton e aos desenhos de animação dos anos 2000, como As Aventuras de Billy e Mandy.

A história surgiu de um livro ilustrado que foi publicado em 2005 para o público infantil. A animação começou a ser exibida em 2013 na Cartoon Network.

Eu poderia ficar aqui horas e mais horas citando diversas animações brasileiras, mas acabaria ficando enorme.

Só para encerrar, lembrando que o maior festival dedicado a animação da América Latina acontece aqui no Brasil, que é o Animamundi. A edição deste ano acontece entre 17 e 21 de Julho, no Rio de Janeiro; e entre 24 e 28 de Julho, em São Paulo. Neste ano, o festival comemora seu 27º aniversário. Ele é um espaço para os artistas e animadores poderem mostrar seus trabalhos. Eu nunca fui, mas deve ser muito bom. Quem tiver interesse pode procurar mais sobre no Site do Animamundi.
Então, gostaram das indicações? Já assistiram algum desses ou conhecem outros que não foram citados aqui? Comentem ai!

Nenhum comentário:

Postar um comentário