Mês do Folclore: Crenças e Superstições



As crenças e superstições existem desde os primórdios da Terra e estão vivas até hoje, acompanhando as diversas gerações e estando presentes em todas as camadas da sociedade, inclusive fazendo parte do folclore.

Mas o que são crenças e superstições? Bom, crença é a crendice, acreditar em algo. Já a superstição é acreditar em algo sem fundamento lógico ou comprovação científica. A última pode até parecer algo bobo, mas muitas pessoas levam suas superstições bem a sério, isso porque elas servem tanto para a sorte, quanto para o azar.

Tenho certeza que você já escutou alguma delas em algum momento de sua vida. Se acreditou ou acredita, aí varia de pessoa para pessoa. Vou trazer uma lista das mais conhecidas, vamos ver qual ou quais, você conhece:
  • Comer manga com leite pode ser mortal;
  • Chinelo virado pode matar sua mãe;
  • Não quer casar? Peça para varrerem seu pé;
  • Se a palma da mão coçar, é dinheiro chegando;
  • O noivo não pode ver a noiva vestida para o casamento;
  • Sua orelha esquentou? Devem estar falando de você;
  • Guarda-chuva aberto dentro de casa dá azar;
  • Bater na madeira afasta desgraças;
  • Visitas indesejadas? Coloque uma vassoura atrás da porta;
  • Viu uma estrela cadente? Faça um pedido;
  • Deixar a bolsa no chão é pedir que o dinheiro vá embora;
  • Passar por baixo de uma escada dá azar;
  • Se comer bananas que nascem grudadas, terá gêmeos;
  • Cruzar com um gato preto dá azar;
  • Quebrou um espelho? Terá 7 anos de azar;

  • Cruze os dedos para que algo dê certo;
  • Pule sete ondas no Ano-Novo;
  • Quem brinca com fogo faz xixi na cama;
  • A mulher que pegar o buquê da noiva será a próxima a se casar;
  • Trevo de quatro folhas, pé de coelho e ferradura dão sorte;

 E aí, já ouviu alguma? Admito que conhecia a maioria.

Nas superstições também temos a parte das simpatias e amuletos. Quem foi solteiro por muito tempo ou ainda é, já deve ter escutado a mãe ou a tia dizendo que vai rezar para Santo Antônio arranjar um par romântico, por exemplo, o que é uma simpatia. Os amuletos já apareceram na lista acima - trevo de quatro folhas, pé de coelho, ferraduras, ramos de arruda... todos são objetos que dizem trazer boa sorte para quem os carrega.

Se todas essas crenças são reais ou não, depende muito do que cada pessoa acredita. Quem nunca teve um objeto que considerava seu amuleto? Ou fazia algum tipo de "ritual" para se sair bem em uma prova ou apresentação de trabalho? Pois é, tudo isso é considerado superstição e faz parte do nosso folclore, nossa querida cultura brasileira!

Postar um comentário

0 Comentários