Evangelion - Ainda Vale a Pena? - Revista Jovem Geek

GeekNews

Revista Jovem Geek

O lado NERD da força.

domingo, 14 de junho de 2020

Evangelion - Ainda Vale a Pena?


Neon Genesis Evangelion | Anime entrará no catálogo da Netflix em ...

"A vida das pessoas que se envolvem com os EVA's, vira uma tragédia."
Misato Katsugari

Neon Genesis Evangelion é um anime de 1995 que envelheceu super bem e continua muito atual. Se passa em um mundo pós apocalíptico, onde a humanidade é ameaçada constantemente pela visita de criaturas extraterrestres, que são chamados curiosamente de “Anjos”. Cada “Anjo” possui aparência estranha e única, mas todos possuem poderes o suficiente para causar destruição por onde passam.

Para combater esses Anjos, uma empresa chamada Nerv criou robôs gigantes chamados de EVA, diminutivo para Evangelion. A série EVA conta com 3 unidades: EVA 00, EVA 01 e EVA 02. Cada EVA precisa de um piloto cujas ondas mentais possam ser sincronizadas com o seu robô, e a taxa de sincronização precisa ser o mais alto possível, isso aumenta a rapidez nas respostas de movimento do robô, mas também aumenta as sensações corporais no piloto. Os pilotos para os EVAS são crianças, em torno dos 13 anos, respectivamente: Rei Ayanami, Shinji Ikari e Asuka Langley. Cada um possui seus próprios motivos para pilotar um EVA, e todos possuem um passado cheio de dor e sofrimento.


Evangelion é uma experiência alucinante. A história começa leve: Shinji é um garoto que morava com seu professor em uma cidade do interior, até que recebe um convite do seu pai para ir até o seu trabalho, onde ele descobre que foi chamado, na verdade, para ser o piloto do EVA 01. Somente após alguns episódios é que a série começa a mostrar sua verdadeira face: um drama psicológico cheio de conspirações, organizações misteriosas, segredos e histórias de fundo deprimentes.

Somos apresentados a personagens problemáticos que desempenham papéis na sociedade. Shinji tenta desempenhar diversos: o de bom aluno, o de piloto do EVA, o de amigo, o de filho; mas na verdade, ele é apenas um adolescente que cresceu sem família, que tinha uma vida pacata com alguém que gostava dele e, de repente, foi jogado no meio de uma batalha pela sobrevivência da humanidade, pelo próprio pai, com quem nunca conviveu. Ao seu lado, temos as pilotos Rei e Asuka. Rei parece ser uma menina apática, não demostra interesse e vontade de fazer nada, a não ser obedecer ordens. Ela parece mais uma boneca sem alma e, mesmo assim, temos diversas cenas onde ela divaga sobre o que é ser um humano, sobre quem ela mesma é e o seu papel no mundo. A verdade sobre a sua origem é, no mínimo, impactante. Já Asuka é seu completo oposto: é uma menina atrevida, que tenta a todo custo ser a líder do grupo. Orgulhosa e egoísta, teve um dos passados mais tristes e depressivos que eu já vi na vida dos animes, e tenta fugir dele a todo custo - até que, em episódios finais, um Anjo mexeu tanto na sua cabeça e a fez encarar repetidamente os acontecimentos bizarros de seu passado, que "quebrou" a menina, deixando-a inutilizada para pilotar o EVA.

O anime possui um misticismo e metáforas religiosas muito fortes. A organização secreta SEELEE possui até sua própria cópia dos Manuscritos do Mar Morto, onde, supostamente, está escrito diversos acontecimentos que podem levar ao fim da humanidade, ou salvá-la. Ele também discute teorias e conceitos da psicanálise, como o Complexo de Édipo. Por trás dessa fachada de luta de mechas contra alienígenas, Evangelion é um anime muito denso. Muito além de uma história onde a humanidade combate um inimigo que vem de fora, cada personagem está combatendo, ao mesmo tempo, um inimigo que está dentro de si mesmo.

Acho que consegui deixar vocês com vontade de assistir!

Evangelion está disponível na Netflix com uma nova dublagem, som remasterizado, junto com os seus filmes, que dão continuidade direta ao final maluco do anime! Na verdade, o filme The End of Evangelion é uma espécie de "final alternativo" que ajuda o anime a fazer sentido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário