Kingdom: Uma nova forma de fazer série de zumbis - Revista Jovem Geek

GeekNews

Revista Jovem Geek

O lado NERD da força.

terça-feira, 5 de março de 2019

Kingdom: Uma nova forma de fazer série de zumbis


Já ouviu falar em Doramas? Não? De maneira bem superficial é a novela asiática. Tem japonesa, coreana, tailandesa. Toda a Ásia produz conteúdo inspirado nos antigos folhetins.

Os doramas se popularizaram muito nos últimos anos graças as plataformas de Streaming, especialmente a Netflix e ao finado DramaFever, esse focado só nos doramas que encerrou suas atividades no ano passado.

A Netflix também tem doramas na produção de originais do catálogo, um desses exemplos é a mais recente: Kingdom, que estreou em 25 de Janeiro.

E calma, se você nunca viu um dorama na vida pode assistir tranquilo porque essa história é bem fora do padrão em se tratando de dorama, aliás, creio que Kingdom tem mais pegada de série mesmo.
Ela é baseada na webcomic “Burning Hell Shinui Nara”, escrita por Kim Eun-Hee e ilustrada por  Yang Kyung-Il, que foi publicada em Julho de 2015.

A história se passa no período de Joseon, onde o príncipe herdeiro Lee Chang - que é um filho bastardo do rei - está prestes a ser deposto e o Rei está muito doente. Um médico é chamado para cuidar do Rei, porém o acompanhante dele - que era praticamente um menino - acaba morrendo de causas estranhas.

O Médico volta para casa com o cadáver, ou melhor, para a sua clínica, onde estão diversas pessoas doentes e muito pobres. E é dessa clínica que começa o apocalipse zumbi na era de Joseon. E como sempre, não é só isso, o buraco é mais embaixo. Existe toda uma conspiração quanto ao príncipe, ao rei e aos zumbis. Cabe ao Príncipe Herdeiro o dever de proteger o seu reino dessa epidemia.

O tema de zumbis pode até estar meio batido, mas a série coreana deu uma ótima renovada no gênero, dentro de um contexto épico/histórico – que é como chamamos doramas que se passam em eras antigas – e com uma explicação bem clara de como toda a situação começa. A série tem um ótimo misto entre a parte política com a parte de ação com os zumbis.

Com esse enredo a princípio simples, que vai se enrolando durante os episódios, Kingdom conseguiu dar uma boa renovada na fórmula já até um pouco saturada de zumbis, trazendo uma boa história que te prende durante os episódios. A única coisa ruim é que acaba muito rápido, porque são meros seis episódios nessa temporada. Foi sim um começo bom e interessante, mas infelizmente acaba na melhor parte e deixa a gente com uma expectativa enorme para a continuação.

Então, se você está procurando uma série diferente com zumbis, Kingdom é uma boa pedida!

E a segunda temporada de Kingdom está confirmada para 2020, só esperamos que tenha mais episódios que a primeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário