Mitologia Hindu: Lady Bicho-da-Seda - Revista Jovem Geek

GeekNews

Revista Jovem Geek

O lado NERD da força.

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Mitologia Hindu: Lady Bicho-da-Seda




Sabemos que a mitologia hindu é diversa em lendas e mitos, a maioria sobre suas divindades, mas existem muitas também de pessoas normais, que sofreram intervenção divina de alguma forma. Falaremos da história da Lady Bicho da Seda, uma jovem que sofreu muito por não confiar em quem amava.


Houve uma época em que as habilidades com o bordado eram essências na vida das moças, quem tinha esse dom era privilegiada. Nossa protagonista (que chamaremos apenas de Lady) era uma dessas moças talentosas, por conta disso já havia recebido diversos pedidos de casamento, todos eram negados por seu pai que, ambicioso, esperava por propostas melhores.


Quando tinha 20 anos, Lady conheceu um rapaz que trabalhava com seda, a família dele criava as larvas, tecia e tingia os fios, depois que ela sentiu a macies desses tecidos, ela nunca mais comprou seda em outro lugar.


Lady então foi contratada pelo imperador, para bordar o véu nupcial de sua noiva, a qual ele ainda não havia escolhido. Ela tinha de tudo no palácio e sua família estava muito orgulhosa, mas o imperador era exigente demais, sempre mudava suas ideias para o véu, uma hora queria assim, outra já queria diferente. Além disso, o imperador começou a fazer insinuações românticas para Lady, o que a incomodava.


Por conta do vasto gosto do imperador, Lady passou a conhecer melhor o rapaz da seda, às vezes, mesmo sendo ocupado, ele se sentava ao lado dela para conversar e, com o tempo, ela passou a ansiar por suas visitas, até arrumava desculpas para vê-lo, isso foi prejudicando seu trabalho, até ela não sentir mais vontade de fazê-lo.


Um dia, enquanto olhava pela janela de seu quarto, ela viu seu rapaz andando pelo pátio, a inspiração veio e ela criou um projeto próprio, algo que ela nunca tinha feito antes. Ela trabalhou dia e noite, se empenhando para fazer um presente para seu belo fornecedor, quando ele foi vê-la, ela lhe entregou o presente, um lenço, o mais lindo que já bordara, com desenhos de amoreiras e mariposas num tecido dourado.


O jovem ficou lisonjeado e emocionado, afinal nunca havia ganhado um presente tão lindo. Lady o olhou e disse: “ Eu daria mais... se você pedisse”. O jovem se aproximou da moça e tocou-lhe o rosto dizendo: “Não posso ficar com você”. O rapaz explicou que nunca poderia dar a ela a vida que merecia, mesmo ele sentindo algo por ela, e ela sabia que ele tinha razão, não poderiam ficar juntos.


O tempo passou e Lady e o rapaz da seda se apaixonaram ainda mais, já não podiam conter o seu amor, então resolveram que iriam fugir assim que ela terminasse o véu para o imperador.


Quando o imperador finalmente se decidiu e Lady pode terminar seu trabalho, ela teve uma surpresa ao entregar o véu para ele. Ele disse que poderia, enfim, se casar com sua noiva e, ao ser questionado por Lady sobre quem era sua noiva, ele apenas disse: “Você”.


Lady ficou desesperada e, naquele mesmo dia quando encontrou seu amado, contou tudo a ele. Esse disse a ela para não se preocupar, pois ele conhecia um mago que poderia ajuda-los, disse também que alguém iria buscá-la naquela noite, e esse alguém estaria usando o lenço que ela fizera para ele. Por fim ele apenas pediu que ela confiasse nele e fizesse o que havia pedido. Ela concordou e aguardou até anoitecer.


Contudo, quando um cavalo de arado apareceu em sua janela com o lenço de seu amado, Lady não sabia o que fazer, ela se perguntava onde estava seu rapaz, se ele iria mesmo buscá-la. O cavalo começou a fazer muito barulho, para chamar a atenção da moça, porém ela nada fez, assim os guardas, irritados com o animal, o prenderam nos estábulos. Lady esperou a noite toda, mas seu amado não apareceu.


No dia seguinte, o imperador a chamou e levou até uma janela que dava para o pátio do palácio, onde ela viu o homem que amava preso em um poste de madeira. O imperador a olhou e disse: “ Ontem um cavalo, que carregava um lenço feito por você, foi preso nos estábulos pelos meus guardas, porém assim que amanheceu, o cavalo se transformou no seu fornecedor de seda, deduzi que ele veio para me matar, o que você acha querida? ”. Lady disse que o rapaz era inocente, que o conhecia e que ele não faria isso. O imperador fez ela olhar para onde o jovem estava e deu a ordem para seus soldados chicoteá-lo.


Lady sentiu cada chicotada como se fosse nela mesma, o imperador sabia de seu romance e ela tinha consciência disso, ele então disse que ela poderia salvar o rapaz, se dissesse em alto e bom som que não o amava, que ele não significava nada para ela. Ela assim o fez, tendo que lidar com o olhar triste de seu amado ao ouvir suas palavras. Quando terminou, o imperador deu a ordem para que os guardas acabassem com o sofrimento do jovem, assim o rapaz morreu, alvejado por flechas. Lady caiu no chão, aos prantos e o imperador a deixou só, com seu sofrimento.


Lady continuou chorando até ser amparada por uma mulher que disse que seus dons ainda poderiam ser usados para ajudar os outros, essa mulher era Durga. Ela se ofereceu para ajudar a moça a fugir do imperador, porém essa não teria mais uma vida mortal. A jovem então se tornou Lady bicho-da-seda, sempre bordando para juntar outros casais, mas fadada a ficar sozinha para sempre, por não ter confiado no seu amor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário