Resenha & Indicação │"Contos para contar com medo", de Daniel Bonesso



Em outubro comemora-se o Halloween e mesmo que o costume de sair pedindo doces de porta em porta não seja lá muito praticado aqui no Brasil, gostamos da temática e utilizamos do terror para fazer o feriado à nossa maneira.

Apesar de termos vários filmes e seriados de terror e suspense, nessa matéria vamos para o mundo dos livros e da escrita.

Escritores despertam os mais diversos tipos de sentimentos com suas obras: risos, choros, indignação, raiva... e por aí vai. Mas causar tensão, suspense, aflição e medo por meio de palavras é um trabalho árduo que poucos conseguem (Parabéns ao nosso mestre Stephen King).

Então convenhamos que escrever terror não é uma tarefa muito fácil, ainda mais para leitores que são amantes do tema e já consumiram diversos filmes, séries e livros, deixando-os de certa forma “acostumados” com as situações.

Posso falar por experiência própria de uma pessoa que escreve e consome terror, que muitas produções atualmente caíram na “mesmice”. As cenas de tensão já são esperadas, o final não surpreende e o medo compartilhado com o protagonista não existe.

E por que estou dizendo isso?

Porque, apesar de ser difícil, “Contos para contar com medo” conseguiu.

São 10 contos com situações diferentes, mas que tratam do mesmo tema: o medo. E não ache que são situações pela qual você nunca irá passar, como o de alugar uma cabana de madeira no meio de uma floresta no fim do mundo; são coisas que poderiam e acontecem em nosso cotidiano, então sim, a próxima vítima pode ser você.

A leitura é leve e de fácil entendimento, a narrativa nos prende de maneira a imaginar como reagiríamos se estivéssemos na mesma situação e é claro, os finais, esses com certeza não deixam a desejar.

Como comentei anteriormente, uma história pode despertar diversas reações enquanto lemos e comigo, nesse caso, não foi diferente. Passei pela desconfiança, tensão, surpresa, expectativa, confusão, arrepios e gostosas risadas. Apesar de ter um “olho treinado”, como um amigo costuma dizer, nada disso me preparou para o desfecho desses contos.

O que aconteceu? Só lendo para descobrir.

Super indico para aqueles que gostam de um bom terror e algumas surpresas pelo caminho.

O lançamento é hoje e você pode adquiri-lo aqui.

Se quiser acompanhar o escritor, Daniel, siga-o no Instagram - @danielbonesso.autor


‘Quem sou? Onde estou?

Não sei dizer exatamente.

Parece a beira de uma estrada, mas não tenho certeza.

Em uma confusão de lembranças, tudo parecia apenas um sonho.

Pouco a pouco elas iam se encaixando.

Eu devia ter aceito aquele trabalho de homecare ou até mesmo a noite de babá.

Mais peças se juntavam ao quebra-cabeça.

Teria sido muito melhor do que passar por tudo aquilo, um litígio.

“Precisamos conversar”. E tinha que ser em um elevador?

Metade do todo já havia se encaixado.

Me poupe.

E ainda por cima, por causa de um gato.

A imagem estava completa, era um nome.

Teodoro.

Um barulho às minhas costas.

A escuridão novamente’.

Postar um comentário

1 Comentários

Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)

https://api.clevernt.com/0837e6a6-db3b-11eb-a592-cabfa2a5a2de/