Resenha: "Valentino e o Despertar de um Mago"


“Valentino e o Despertar de um Mago” é um livro do autor André Felipe S. B. que conta com a ilustração de Victor Negreiro. Ele narra a história de Valentino, um garoto órfão de treze anos que descobre ser um mago adormecido. O garoto então entra de cabeça no mundo mágico que julgava ser apenas um sonho e vai para a Academia Arcana, uma escola de magia onde ele aprende a controlar seus poderes.

Uma das coisas que mais gostei nesse livro foi o fato dele se passar no Brasil, em lugares fictícios sim, mas aqui no nosso país. Leio muitos livros de autores nacionais que se passam no exterior e isso não é ruim, só que ler uma história de fantasia que se passa na nossa terra é muito bom. O autor começa o livro nos dando um retrato de como funciona a sociedade mágica e a não mágica no nosso país e isso foi ótimo para o entendimento da história.

O livro contém muitos elementos de um outro livro de fantasia muito conhecido: Harry Potter. O menino órfão que detesta seu lar adotivo, um ser mágico que tira ele de lá e o leva para comprar suas coisas para a escola de magia, a academia em si, as varinhas, os esportes mágicos, os quatro grêmios estudantis (as casas de Hogwarts), enfim, o livro bebe da essência de Harry Potter, mas mesmo assim consegue ser uma história original e divertida.

O livro conta com um narrador observador no início, depois o narrador passa a ser Valentino e ainda há alguns capítulos narrados por Mariana, uma outra jovem recém despertada para o mundo mágico. O porquê dela ter capítulos próprios não ficou muito claro, pois foram poucos, mas acredito que isso será desvendado nos próximos livros.

A história é bem leve e divertida, a escrita é simples (afinal, a maior parte do livro é narrada por crianças de treze anos) e moderna, e os personagens são super carismáticos, você facilmente se apaixona por Valentino e torce por ele e por seus amigos. O vilão central do livro só aparece mais para o final, mas seu capanga aterroriza bastante a vida do protagonista e das pessoas do mundo mágico.

São apresentados na história alguns antagonistas além do vilão principal, apesar deles não terem tanto destaque, mas é possível que vejamos mais deles nos próximos livros e que suas motivações fiquem mais claras. O livro foca primeiramente no desenvolvimento de Valentino e o enredo é em grande parte sobre sua trajetória de aprendizado, o que não deixa o antagonista de lado, já que apresenta os motivos dele não ter entrado em ação mais cedo.

Enfim, é uma leitura leve e descontraída, com uma história interessante e personagens cativantes. É uma boa leitura para quem gosta de fantasia com magos e para quem quer apenas desfrutar de um bom livro divertido e juvenil.

Postar um comentário

0 Comentários