Facebook perde anunciantes em campanha contra discurso de ódio



Facebook perde anunciantes como Coca-Cola e Ford, que estão apoiando a campanha contra a disseminação de ódio dentro da rede social

A famosa rede social Facebook, nestas ultimas semanas, vem sofrendo uma desvalorização de suas ações no índice Nasdaq dos Estados Unidos. E isso se deve a um movimento chamado "Stop Hate for Profit", em português, "Pare de lucrar com o ódio", iniciado por grupos de direitos civis dos Estados Unidos.

Empresas como a Ford, Coca-ColaHondaUnilever e a Microsoft decidiram suspender seus anúncios, gerando assim uma queda de US$76,6 bilhões só na ultima semana de junho. Mark Zuckenberg, fundador da empresa, definiu novas regras para endurecer a atuação contra as postagens, pois a maior parte da receita da empresa vem dos anúncios.

George Soros pede para que Mark Zuckerberg deixe seu cargo no Facebook
Mark Zuckenberg, Diretor/Presidente do Facebook.

Além disso, as autoridades estão preocupadas com as próximas eleições presidenciais nos Estados Unidos, alegando que o Facebook não impediu de forma eficiente os conteúdos falsos (Fake News), manipulações de informações e o favorecer do discurso de ódio e radicais.



Postar um comentário

0 Comentários